Por que as contas de luz variam tanto de preço?

Quem nunca olhou a conta de luz e notou que o consumo de kWh diminui mas o valor se manteve igual ou aumentou?

Por mais estranho que essa situação possa parecer, ela é mais comum do que se imagina, e não, não se trata de um erro na hora de calcular o valor.

O valor da sua conta de luz pode e vai variar para mais ou para menos a depender do mês, devido aos impostos e encargos que são somados antes de ser lançado o valor final na conta.

Se você deseja entender porque existe essa mudança e como entendê-la melhor, pegue uma  eletropáulo segunda via conta de luz e acompanhe o restante da matéria para saber mais sobre os impostos e tarifas.

Conhecendo sua Conta de Energia Elétrica

Se você já está com a segunda via da sua conta de energia em mãos, pode reparar que boa parte dela é destinada a descrição dos encargos e tarifas.

Além disso, olhando detalhadamente você pode notar e comparar o consumo de kWh atual e dos últimos meses, e finalmente chegar ao valor final da conta.

Mas não basta apenas ler o números para entender o grande mistério que é a conta de energia elétrica, por isso, explicaremos brevemente como os cálculos são feitos.

Toda residência possui um relógio medidor que é o responsável por contabilizar os kWh gastos pelos aparelhos que consomem energia elétrica no local.

É a partir dessa potência que as empresas de energia elétrica possuem uma base de quanto de energia elas vão precisar comprar para redistribuir.

Além disso, um dos maiores motivos para a variação de preço está nos kWh, que nada mais é do que a quantidade de energia gasta por um aparelho durante o mês.

Em meses mais frios, o chuveiro permanece no quente e isso aumenta a conta de energia, ou em meses mais quentes, o ar condicionado permanece mais tempo ligado.

Impostos e bandeiras tarifárias

Os impostos e tarifas são os responsáveis por grande parte do valor da conta de energia elétrica.

Separamos uma breve explicação sobre cada tipo de imposto, confira!

  • TUSD: É a tarifa responsável pelo transporte e manutenção de energia elétrica;
  • COSIP: Imposto municipal destinado a iluminação pública;
  • TE: É o valor montário de R$/kWh definido pela ANEEL.

Além destes impostos, temos também as bandeiras tarifárias, elas são acionadas quando há dificuldade na geração de energia elétrica devido a escassez de recursos naturais.

Bandeiras tarifárias

Existem 3 bandeiras tarifárias, confira abaixo quais são elas:

Bandeira verde: Indica que não há escassez de recursos naturais, e por isso não há acréscimo na conta de energia elétrica.

Bandeira amarela: Indica que as condições de geração de energia não estão muito favoráveis, por isso, há um acréscimo de 0,010 por kWh consumidos.

Bandeira vermelha: Indica que as condições de geração de energia está crítica, e por isso, o valor aumenta entre  0,030 por kWh a 3,50 para cada 100 kWh consumidos.

Encargos Setoriais

Se você acha que são apenas esses três impostos que mudam completamente a sua conta de energia, está enganado, ainda existem os encargos setoriais que não aparecem discriminados na sua conta de energia.

  • Encargo de Energia de Reserva (EER);
  • Operador Nacional do Sistema (ONS);
  • Reserva Global de Reversão (RGR);
  • Encargos dos Serviços do Sistema (ESS).
  • Taxa de Fiscalização de Serviços de Energia Elétrica (TFSEE);
  • Conta de Desenvolvimento Energético (CDE);

Agora que você já sabe o que influencia no valor da sua conta de energia, pode ficar atento às mudanças de bandeiras tarifárias e nos valores dos impostos para conseguir economizar no final do mês.

O que fazer se ele broxar?

Broxar significa perder o tesão, não conseguir alcançar uma ereção. Não corresponder sua parceira na cama é o pesadelo de 99,9% dos homens.

Histórias de relacionamentos que acabam por este motivo inundam a internet, basta fazer uma pequena pesquisa no Google e você irá notar diversos relatos.

Também é grande o número de propagandas sobre como ter um bom desempenho na cama, ou como curar a disfunção erétil.

A disfunção é um problema que pode ser de origem física e mental. Felizmente existem diversos tipos de tratamentos para este mal.

Muitas mulheres fazem o questionamento: “ o que fazer se ele broxar? ”. Vamos explorar o tema no nosso artigo.

O que pode causar a disfunção erétil?

Disfunção erétil é o nome mais formal do problema conhecido pelos homens como “broxar”.

A disfunção erétil é o inimigo mais temido dos homens. Muitos procuram médicos urologistas para tratar o problema.

Sua causa pode ser física. Doenças crônicas como a diabetes e câncer pode causar o problema; medicamentos contínuos também podem ser causadores da disfunção erétil. Obesidade pode ser um fator causador e agravante.

Doenças circulatórias são uma fonte de problemas de ereção. Como o pênis precisa ser irrigado, com baixo fluxo sanguíneo o membro acaba não inflando e a ereção não acontece.

A saúde mental também pode afetar a vida sexual. Depressão, problemas de baixa autoestima e até levar problemas exteriores para a vida pessoal pode causar problemas de disfunção erétil.

Outro problema que pode ser considerado mental é o consumo excessivo de pornografia. A pornografia pode afetar o cérebro e com isso diminuir a libido.

Com uma libido baixa a chance de broxar é realmente grande. Sem estimulo não há ereção, não se alcança o prazer.

Broxei e agora?

No primeiro sinal da disfunção erétil o desespero é enorme. Muitos homens perdem a cabeça com isso.

Muitos ficam com vergonha quando o problema acontece uma vez. Ocorrendo mais de uma vez o medo e o desespero aumentam consideravelmente a ponto de ir a loucura.

Muitos não querem nem tocar no assunto e não admitem que tem o problema, procurando soluções apelativas na internet.

Outros procuram médicos para se tratar. O fato é que muitos homens sofrem quando o pênis não levanta satisfatoriamente, mas demoram a procurar uma solução. Pensam: “broxei, mas não irá acontecer de novo! ”.

Só que sempre acontece novamente.

Procurar um médico é fundamental nesta situação. Não há soluções temporárias e nem mágicas.

Procure um clinico geral para uma avaliação preliminar, se for constado algo mais específico, ele te indicará para um médico urologista. Em outros casos é indicado o tratamento com um psicólogo.

Remédios e até implante são opções consideradas.

O que fazer se ele broxar?

Se seu parceiro broxar, a solução é que você o tranquilize. É nessas horas que ele mais precisa de sua ajuda e paciência.

Algumas vezes o fato dele broxar pode estar relacionado com algo simples e fácil de resolver, como problemas externos.

Converse com seu parceiro, seja paciente e diga que está tudo bem. Ele necessita do seu apoio.

Em muitos casos conversar ajuda e muito.  A maior preocupação de um homem que broxa é sobre o que a parceira vai pensar. Medo de ser abandonado.

Apoie a procura de um profissional. Conversar é o melhor remédio!

Saiba como obter descontos da tarifa social

A Tarifa Social é uma maneira para famílias de baixa renda economizarem em suas contas de energia e água, que são serviços públicos básicos e essenciais para a qualidade de vida, mas que possuem um preço elevado para se manter.

Assim, pessoas que se enquadram nos requisitos desse programa, podem se inscrever para passar a economizarem em suas contas de energia e água.

Mas como se cadastrar neste programa para poder usufruir  do benefício? Explicaremos um pouco mais abaixo sobre isto.

O que é a Tarifa Social?

O programa da Tarifa Social foi criado pelo Governo Federal, para oferecer descontos nas contas de luz e água de famílias de baixa renda e classificadas como em situação de risco.

Este benefício é oferecido por diversas companhias de energia elétrica e empresas de saneamento no Brasil.

Os descontos podem variam de acordo com o seu consumo de energia elétrica e água pela residência, mas, saiba que uma residência com menor consumo tem descontos maiores.

Também, é importante saber que uma residência com um consumo maior pode significar sair da faixa de descontos do programa, o que significa que é importante a família economizar para não gastar demais com a energia elétrica ou água.

Quem pode se enquadrar no programa por ter baixa renda?

Para o programa da Tarifa Social, são considerados pessoas de baixa renda aqueles que:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para acesso aos Programas Sociais do Governo Social, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a um salário mínimo.
  • Famílias inscritas no Cadastro Único da Prefeitura de sua cidade, com renda familiar mensal de até três salários mínimos e que tenham familiar ou dependente portador de doença ou patologia física ou mental.
  • Idoso ou deficiente que receba Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social.
  • Família indígena ou quilombola podem usufruir dos benefícios da tarifa social.

E a tarifa social sabesp

A tarifa social sabesp trata-se de um tarifário especial na fatura da água disponibilizado pela companhia de água Sabesp juntamente com o governo Federal  para famílias de baixa renda, que disponibiliza descontos para pagar pelos serviços de abastecimento de água, saneamento e tratamento de resíduos.

A tarifa social sabesp foi instituída pela Lei Municipal nº 3.928, de 26 de dezembro de 2001, e funciona da mesma maneira que a de energia elétrica.

Como e onde se cadastrar?

Para fazer o cadastro na Tarifa Social, primeiro é preciso acessar o site da empresa de saneamento básico ou distribuidora de energia elétrica do seu município ou ir até um posto de atendimento para realizar o cadastro, portando os seguintes documentos pessoais:

  • RG do titular das contas
  • CPF do titular das contas
  • NIS – Número de Identificação Social
  • NB – Número do Benefício para famílias com Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC)
  • Para famílias indígenas, é preciso  apresentar o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena).
  • Para família com portador de patologia ou doença que requerem uso de aparelhos elétricos devem apresentar relatório ou atestado subscrito pelo médico homologado pela Secretaria de Saúde do município, do SUS, ou estabelecimento particular comprovando o caso.

Como saber se estou recebendo a Tarifa Social?

Você pode conferir se está recebendo ou não a Tarifa Social fazendo uma breve verificação na sua conta de água ou de energia elétrica, geralmente essa informação aparecerá no campo de informações da sua fatura.

Você encontrará algo semelhante a: “desconto pela aplicação da Tarifa Social R$”.

Se você, por algum motivo, perder o benefício uma mensagem aparecerá no mesmo campo da sua fatura, fique atento.

 

Quais são os programas que atendem aos cidadãos inscritos no Cadastro Único?

O Cadastro Único é um registro criado pelo Governo Federal para conhecer melhor quem são e como vivem as famílias brasileiras de baixa renda. Nesse texto você vai ler tudo sobre sibec sistema integrado de segurança.

Ao se inscrever no Cadastro Único, uma família ou indivíduo pode tentar participar de diversos programas sociais, como o Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica, Telefone Popular e afins.

Mas, é importante saber que estar cadastrado no Cadastro Único não significa uma entrada automática nesses programas, pois cada um deles possui critérios e regras individuais.

Veja abaixo mais sobre o Cadastro Único e quais são os programas que ele atende.

O que é o Cadastro Único?

​O Cadastro Único é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras que se caracterizam como baixa renda.

As informações coletadas pelo cadastro são utilizadas pelo Governo Federal, pelos Estados e municípios para a implementação de políticas públicas capazes de promover uma melhoria na qualidade de vida dessas famílias.

Quem deve se inscrever no Cadastro Único

Devem estar cadastradas no Cadastro Único famílias de baixa renda:

  • Que ganham até meio salário mínimo por pessoa.
  • Que ganham até três salários mínimos de renda mensal ​total.

Programas que atendem aos cidadãos inscritos no Cadastro Único

​Diversos programas e benefícios sociais do Governo Federal utilizam o Cadastro Único para a seleção das famílias:

Os programas que utilizam o Cadastro Único são:

  • ​​Programa Bolsa Família
  • Programa Minha Casa, Minha Vida
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

Os governos estaduais e municipais também utilizam os dados do Cadastro Único como critério de seleção para seus programas sociais.​

Como se inscrever no Cadastro Único?

Em geral, o município sempre promove visitas domiciliares às famílias de baixa renda para efetuar o cadastramento.

Mas, se sua família que se enquadra nos critérios do Cadastro Único, porém não esta inscrita, você pode procurar um CRAS – Centro de Referência em Assistência Social do seu município para solicitar seu cadastramento.

Para que sua família seja cadastrada, é importante:

  • Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter no mínimo 16 anos.
  • O responsável pela família deve ser de preferência uma mulher, sendo necessário apresentar o CPF ou Título de Eleitor.
  • No caso de famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo.
  • Apresentar pelo menos um documento de todas as pessoas da família:
  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor.

Também, será preciso levar um comprovante de residência, que pode ser conta de água ou luz.

Após o cadastramento da família, é importante manter seus dados sempre atualizados e, sempre que mudar algo na família, o responsável deve procurar o CRAS para fazer a atualização dos dados da família.​

Essas são algumas das principais informações que você precisa saber sobre o Cadastro Único e os programas sociais que ele atende.

 

6 Dicas para Reeducação Alimentar

Olá, tudo bom? Esse artigo de hoje tenho certeza que muitas pessoas vão adorar, porque eu vou falar de reeducação alimentar. E às vezes algumas pessoas pensam assim: “poxa, ela vai falar de reeducação alimentar só para quem quer emagrecer, né, para quem
está buscando perder peso.”

Mas, fica ligado nesse texto porque tem dicas muito interessantes para você estruturar a sua rotina.

Eu acho que reeducação alimentar, mais do que principalmente falar que comer, são dicas preciosas que eu vou passar para você organizar a sua alimentação no dia a dia, e isso vai desde quem quer emagrecer, claro, que normalmente está mais preocupado, mas para quem quer ganhar massa tem que ter mais disciplina, para quem quer mais saúde, quer parar de comer muita porcaria na rua, quer se alimentar de forma melhor.

Então, fica comigo que tem muita dica legal para todos os tipos de pessoas nesse vídeo, você vai adorar. Bom gente, antes de falar essas dicas, vou passar 6 dicas de ouro para você aqui agora.

Dicas de reeducação alimentar

Aprenda a mastigar

Falando aqui da reeducação alimentar, que eu vou começar falando, uma primeira dica que eu quero passar para você é: aprenda
a mastigar.

Parece bobeira falar disso, mas principalmente para quem quer emagrecer, para quem quer se alimentar de forma mais saudável, nesse caso não falando necessariamente para quem quer ganhar massa ou para quem quer engordar de forma saudável, mas principalmente para quem quer emagrecer.

Mastigar de forma correta é muito importante porque, quanto mais a gente mastiga, tem 2 coisas que vão favorecer para a gente essa questão do alimento ficar mais papinha: primeiro porque quando o alimento está mais mastigado, a gente tem mais ação do suco das enzimas presentes na nossa boca, que vão já fazer uma pré digestão, vão facilitar a digestão no estômago e a absorção no intestino então, favorecendo de fato a absorção dos nutrientes, mas também vão mandar um sinal para o nosso cérebro de saciedade.

Então é bem importante que você mastigue de forma correta, para você otimizar melhor os alimentos que você come, que você vai
estar comendo um pouco menos, porque você está restringindo as calorias, então é importante que você consiga tirar tudo desses
alimentos que você está consumindo, mas também que o seu cérebro perceba: “opa, já entrou comida aqui, posso parar de mandar
o meu sinal de fome.”

Coma regularmente

Segunda dica para se reeducar, e essa vale para todo mundo: alimente-se com uma frequência regular. Às vezes a gente se perde no dia, eu sei que isso é muito comum.

Principalmente para quem já tem muito tempo que está comendo de uma forma menos organizada. Às vezes você toma o café da manhã e só vai lembrar de comer lá para as 2 da tarde, quando o estômago já está, né, urrando de fome.

Então, tenta se organizar, se nesse primeiro momento for difícil para você lembrar de comer de 3 ou de 4 em 4 horas, bota um alarme no seu celular, a gente tem alarme para tudo hoje em dia, né, tem aqueles tasks, aqueles aplicativos que fazem com que a gente organize melhor o nosso dia.

Então, se for o seu caso, gente vergonha nenhuma, bota um alarme lá: “lanchar”, “almoçar”, “lanchar de novo”, “cear”, “jantar” para você se lembrar de comer, porque depois naturalmente você vai ver que você vai sentir fome naquele horário.

Isso vale tanto para quem quer emagrecer, porque aí faz com que você evite de você ficar com muita fome e acabe buscando alguma
coisa com um volume muito maior do que você precisava e às vezes com uma qualidade pior, mas também para quem quer ganhar massa muscular, porque às vezes vocês precisam comer muito, mas esquecem de comer.

Então, o alarme lá vai lembrar você de fazer a sua refeição e se alimentar na hora certa.

Não vá ao mercado com fome

Terceiro: tenta não fazer as suas compras com fome. Não vai para o supermercado com fome.

Supermercado é pior porque se você for para o hortifrúti com fome, o máximo que vai acontecer é você sair de lá comendo uma maçã mas, você ir para o mercado com fome é bem complicado, porque você sempre vai botar no seu carrinho porcaria que você não precisa e, né, quando a gente está com fome tudo parece muito mais gostoso.

Então, ou você se alimenta antes de fazer as suas compras, ou você tenta sei lá, comprar um iogurte ali na hora, alguma coisa que seja, que vá dar uma forrada no estômago, mas vai fazer com que você evite ficar, eu já vi gente no mercado abrindo o saco de batata frita e comendo enquanto pega as coisas.

Então, vai evitar que você ou compre besteira ou com besteira dentro do supermercado, fica ligado nisso também.

Concentre-se na hora de comer

Outra dica: tenta se distrair pouco enquanto você está comendo. Claro que não é para você ficar comendo sozinho lá triste num canto, mas assim, o que eu te digo é evitar comer em frente à televisão, evita comer com o computador do lado, mexendo no celular agora está essa febre, né, as pessoas no celular.

E aí a pessoa come, come, come, mastiga mal, nem percebe que comeu então, acaba que você termina a refeição sem ter sentido aquele prazer de se alimentar, e sem o cérebro entender que de fato você já comeu bastante, não precisa comer tanto mais.

Então, nesse momento desliga os eletrônicos, foca em quem está almoçando com você, ou se você estiver comendo sozinho, foca na
refeição, para você tirar o melhor daquele momento.

Inclua shakes na alimentação

Inserir shakes de qualquer jeito na sua refeição, porém com  a ajuda de um nutricionista você poderá inserir shakes e deixar suas alimentações ainda mais completas.

Trocar uma refeição por shakes pode ser muito bom na sua reeducação, porém é preciso que o resto da sua dieta seja complementar em fibras e proteínas.

Muita gente quer saber se Herbalife realmente funciona, e eu posso afirmar que nesses casos sim, a Herbalife funciona muito bem.

Organize suas refeições

Quinta dica: tenta organizar a sua alimentação, as suas refeições. Algumas ideias para emagrecimento, para reeducação alimentar em termos de emagrecimento: tenta sempre colocar um pouco de proteína ao longo do seu dia, por exemplo, quando você for fazer o seu café da manhã, usa um iogurte, usa um ovo, usa um copo de leite.

A proteína vai fazer com que você diminua o índice glicêmico do restante do carboidrato que você consumir naquela refeição, por
exemplo, do pão que você vier a consumir, da torrada, da tapioca, então lembra de botar uma fonte de proteína, lembra de levar com
você o seu lanche da manhã.

Muitas vezes a gente está na faculdade, está no trabalho, às vezes trabalha na rua andando, e aí você vai sentir fome ou você vai continuar com fome porque não tem onde comprar, ou você vai parar, né, numa lanchonete, é sujo comprar uma coxinha, comprar um enroladinho de salsicha, aquelas coisas trash, que não têm o que comer na rua, e aí a sua dieta vai por água abaixo.

Então leva de casa o seu lanche, leva um iogurte, leva uma fruta seca, leva uma fruta fresca se for o caso, leva alguma coisa pequena,
portátil, mas que seja saudável para aplacar a sua fome.

Divida sua alimentação

No almoço sempre lembra: metade do seu prato tem que ser de legumes e verduras, mas toma cuidado porque se você for comer em restaurante por quilo, ou dependendo até do restaurante à la carte que você comer, não é muito interessante que você coma uma couve-flor gratinada com queijo.

Então, não é porque eu falo para você comer metade de legume e verdura que você vai comer uma berinjela à milanesa. Tem que ter o bom senso nesse sentido também.

Mas também gente, não precisa ser cozida na água e sal, ou feita no vapor.

Pode ser refogada com alho, com cebola, temperada, cozida junto com a carne, é bom porque mistura um pouco o sabor da carne com o legume, então facilita, lembra sempre de comer metade do prato de legume e verdura, botar uma porção de um carboidrato bom para você de baixo índice glicêmico, pode ser um arroz integral, um macarrão integral, uma batata doce são boas opções, e uma porção de carne.

Coma proteína

Mais uma vez lembra de valorizar a carne, o frango, o peixe, porque eles vão fazer com que você aumente a quantidade de proteína da sua refeição e diminua mais ainda o índice glicêmico.

Sobremesa: é uma questão que algumas pessoas me perguntam: “ai Patrícia, eu posso comer sobremesa?” Precisar você não precisa.

Porque aquele alimento que você comeria, que poderia ser uma gelatina ou uma fruta, gelatina diet né, uma fruta, enfim, algum
doce mais do bem ou uma fruta depois da refeição, se você já está cheio você consegue destravar o psicológico do “preciso de um docinho”, pega isso e joga para o seu lanche da tarde, porque você vai otimizar as calorias do seu dia.

Agora, de toda forma, se você não consegue, a gelatina diet é uma ótima opção, porque na verdade ela tem zero de caloria.

Mas lembrando também que a gelatina diet tem muito corante, tem muito adoçante, então o ideal mesmo, se você estiver almoçando em casa, é que você pegue uma fruta com baixo índice glicêmico, como caso um morango, enfim, faça como um purê, com um pouquinho de adoçante, ou às vezes nem precisa porque ele está muito docinho, e jogue, misture nele a gelatina incolor já dissolvida e bote na geladeira.

Você também pode fazer um suco de alguma fruta sem açúcar, misturar com adoçante, com a gelatina incolor e botar na geladeira
para você ter a sua gelatina do bem para você consumir.

No lanche da tarde o mesmo esquema, mais ou menos parecido com café da manhã: uma fonte de carboidrato bom, uma fonte de proteína para lembrar que você precisa dessa proteína para você se sentir mais saciado e para equilibrar melhor o seu dia a dia.

Lembrando que as gorduras boas também podem ser uma boa opção nesse momento. Você pode botar nozes, castanhas, chia, um
iogurte com chia e fruta é um lanche maravilhoso.

E no jantar, mais ou menos o mesmo esquema do almoço que você pode repetir. Algumas pessoas optam por não consumir  carboidrato à noite, mas você pode consumir o carboidrato,  para não ficar zero carboidrato, na fonte de legumes e verduras, você pode consumir mais legumes e verduras.

Você pode consumir mais abóbora, você pode consumir mais beterraba, mais chuchu, que têm uma quantidade de carboidrato, mas é mais saudável para você porque também têm muita fibra, muitas vitaminas e muitos minerais, e não é tanto carboidrato quanto uma batata, um arroz ou um macarrão.

E minha sexta dica é: adeque a sua rotina para as coisas que você gosta. Se você já está no meu canal há algum tempo, você já viu os meus vídeos e você sabe que eu sou completamente contra cortar coisas que te fazem feliz na sua alimentação.

Eu sempre acho que a gente consegue adaptar, incluir de uma forma diferente e mais saudável os alimentos que a gente gosta. Porque afinal de contas gente, reeducação alimentar não significa sofrimento, punição, tragédia.

Pelo contrário, tem que ser com alimentos que a gente gosta para a gente conseguir manter isso a médio, longo prazo nossa vida.

Então existem algumas, eu te falei a receita por exemplo da gelatina, para você trocar uma gelatina porcaria diet por uma gelatina
feita em casa mas, gente existem vários bolos que você pode fazer em casa, crepioca que você pode fazer com receitas diferentes, para você diminuir a quantidade de caloria, aumentar a quantidade de proteína, melhorar quantidade de vitaminas e minerais.

Então assim: já que você está buscando isso agora para você, pesquisa receita, dá uma pesquisada, dá uma olhada em outros vídeos
meus com dicas de emagrecimento para você tirar mais dica, eu tenho alguns textos com receitas e também dicas de receitas.

Dá uma olhada para você ir pescando, e vendo o que que pode entrar na sua alimentação para você ficar mais feliz, sem se sentir
tão restrito, tão né, cerceado nessa questão de buscar uma uma vida mais saudável, um peso mais saudável para você, mas também
não é para sofrer, é para a gente tentar buscar o caminho do meio.

E você, conta para mim aqui nos comentários que eu vou adorar saber: qual é o seu principal problema com relação à reeducação alimentar? Conta para mim aqui que dependendo eu faço até um outro texto sobre isso que você me falar aqui, eu quero sempre ajudar.

Então me dá esse feedback, me dá esse retorno agora que eu quero saber qual é o seu principal problema na reeducação alimentar?
Vou adorar ler o seu comentário, eu sempre leio todos, acredite, e tento responder, dentro da medida do possível, o máximo possível.

Até a próxima, tchau, tchau.

Os benefícios de fazer sexo com mais frequência

Há muitas razões para fazer sexo com mais frequência, pelo menos quando se trata de sexo de qualidade em um relacionamento de apoio.

A atividade sexual mais frequente está ligada a benefícios físicos, como pressão arterial mais baixa, vantagens emocionais, como redução do estresse, e benefícios no relacionamento, como maior intimidade e menor taxa de divórcio.

Embora não exista um número mágico quando se trata da frequência ideal de sexo, os resultados de alguns estudos podem sugerir uma estimativa.

Frequência Ideal

Quanto à frequência ideal, um estudo de 2015 descobriu que o bem-estar geral está associado à frequência sexual, mas apenas até certo ponto.

A satisfação com relacionamentos melhorou progressivamente de não ter relações sexuais até o sexo uma vez por semana, mas não melhorou ainda mais (e na verdade diminuiu um pouco) além desse ponto.

Esse número de objetivo é bastante consistente com a média atual, mas deve ser motivo de preocupação com nossas vidas cada vez mais ocupadas.

Olhando para a frequência do sexo na década de 2010, os adultos estão fazendo sexo nove vezes por ano menos do que no final dos anos 90.

Qual é a média?

  • Adulto de 30 a 40 anos: 54 vezes / ano (cerca de 1 x semana);
  • Adultos na faixa dos 20 anos: cerca de 80 vezes / ano;
  • Adultos na faixa dos 60 anos: 20 vezes / ano

Embora a frequência diminua com a idade, a atividade sexual em adultos mais velhos continua sendo muito importante para muitas pessoas. Aqueles que são casados ​​tendem a fazer sexo com mais frequência do que aqueles que não são.

Não consigo fazer sexo

Obviamente, há muitos benefícios em fazer sexo com mais frequência (ou no mínimo uma vez por semana) em um relacionamento amoroso. Dito isto, nem tudo está perdido em seu relacionamento, se você é incapaz de fazer sexo com frequência ou nada disso. Seu amor pode crescer tão forte.

Se você é capaz de fazer sexo, mas não o suficiente, pergunte-se por quê.

Às vezes, ver um terapeuta sexual pode ser a melhor maneira de resolver quaisquer problemas que você esteja tendo. Tenha em mente que isso pode fazer a diferença não apenas para o seu relacionamento, mas também para sua própria saúde física e emocional.

Outra opção é procurar remedio para ereçao como Maca Peruana, Power Blue e Xtrasize.

Benefícios psicológicos do sexo

Há muitos benefícios emocionais e psicológicos de fazer amor que está fortemente ligado à qualidade de vida geral. Algumas delas incluem:

Felicidade

De acordo com um estudo de 2015 realizado na China, mais sexo e sexo de melhor qualidade aumentam a felicidade (embora o sexo indesejado reduza a felicidade).

Alívio de estresse

Que muitas pessoas lidam com o estresse crônico é um dado e tem sido citado como uma razão pela qual os adultos estão fazendo sexo com menos frequência. Isso pode ser um golpe duplo, já que o sexo pode ser considerado uma técnica de gerenciamento de estresse.

Nossos corpos secretam cortisol e adrenalina (epinefrina) como parte da resposta ao estresse. Esses hormônios (a resposta de luta ou fuga) podem levar à fadiga, pressão alta e muito mais.

O sexo pode reduzir o nível desses hormônios, com efeitos que podem durar até o dia seguinte.

Humor melhorado

Existem vários produtos químicos que nossos corpos liberam durante o sexo e que podem afetar a maneira como nos sentimos.

Durante o sexo, nossos cérebros liberam endorfinas – substâncias químicas “boas” que podem reduzir a irritabilidade e os sentimentos de depressão.

Outro hormônio, a oxitocina (o “medicamento do abraço”), é liberado com a estimulação do mamilo e outras atividades sexuais. Semelhante ao efeito que tem sobre as mães que amamentam (a ocitocina é responsável pelo reflexo “descendente” da amamentação), a ocitocina pode criar uma sensação de calma e contentamento.

Finalmente, o orgasmo leva à liberação de outro hormônio, a prolactina, que pode ajudar no sono.

Autoimagem aprimorada

O sexo pode aumentar a autoestima e diminuir os sentimentos de insegurança, levando a uma atitude mais positiva.
Benefícios Físicos

É bastante intuitivo que o sexo melhore a saúde emocional, mas também há vários benefícios físicos. Algumas delas incluem:

Melhoria da aptidão física

O sexo é uma forma de atividade física, e há vários estudos relacionando exercícios com melhor saúde. De acordo com uma declaração da American Heart Association, a atividade sexual é equivalente a atividades físicas moderadas, como caminhar rapidamente ou subir dois lances de escada.

Os movimentos associados ao sexo podem apertar e tonificar os músculos abdominais e pélvicos. Para as mulheres, esse tônus ​​muscular aprimorado se traduz em melhor controle da bexiga.

As 200 calorias queimadas em 30 minutos de sexo, combinadas com a redução dos desejos de comida associados às substâncias químicas liberadas durante o sexo, também são benéficas.

Melhor função imunológica

Fazer mais sexualmente ativo também tem efeitos positivos na função imunológica. Isso se traduz em uma menor probabilidade de pegar um resfriado ou gripe.

Dor Reduzida

As endorfinas mencionadas acima levam a uma sensação de bem-estar e calma, mas também reduzem a dor (como enxaquecas e dores nas costas).

Efeitos cardíacos

A atividade sexual (mas não a masturbação) tem sido associada à menor pressão arterial sistólica. A pressão arterial elevada, por sua vez, está associada a um risco aumentado de doença cardíaca, derrame e muito mais.

Acredita-se que a atividade sexual ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, aumentando a entrega de oxigênio e nutrientes para as células do corpo, reduzindo a pressão arterial.

É importante notar que fazer sexo também pode promover um ataque cardíaco naqueles em risco, mas fazer sexo com mais frequência pode ajudar a reduzir essa preocupação.

Enquanto o sexo pode precipitar um ataque cardíaco, e qualquer pessoa em risco deve conversar com seu médico antes de fazer sexo, um estudo de 2011 publicado no JAMA, descobriu que esse risco é diminuído em pessoas que têm altos níveis de atividade sexual regular.

Em outras palavras, o sexo é similar a outras formas de atividade física, como a corrida, a atividade pouco frequente poderia colocar uma pressão sobre o fluxo sanguíneo para as artérias que suprem o coração, mas a atividade regular pode ser protetora.
Efeitos cerebrais

No passado, estudos em ratos descobriram que a relação sexual mais frequente estava correlacionada tanto com melhor função cognitiva quanto com o crescimento de novas células cerebrais.

Os pesquisadores agora estão aprendendo que o mesmo pode ser verdade em humanos.

Um estudo de 2018 que analisou mais de 6.000 adultos descobriu que ter relações sexuais com mais frequência estava associado a um melhor desempenho de memória em adultos com 50 anos ou mais.

Efeitos sexuais

Ser mais ativo sexualmente aumenta a libido e aumenta a lubrificação vaginal nas mulheres. Fazer amor é mais frequentemente associado a períodos menstruais mais leves e cólicas menstruais menos incômodas.

Para os homens, enquanto se pensava que o sexo causou um aumento no câncer de próstata, um estudo de 2016 descobriu que os homens que tiveram mais ejaculações (21 ou mais por mês) eram menos propensos a desenvolver a doença do que os homens que tinham menos (sete ejaculações ou menos por mês).

Uma vez que o câncer de próstata é a segunda principal causa de mortes relacionadas ao câncer em homens, isso é digno de nota.

Outros efeitos físicos

Uma série de outros efeitos físicos foram associados a mais atividade sexual, como um olfato melhorado, dentes mais saudáveis, digestão melhorada e aquele brilho saudável da pele que está relacionado a um aumento na liberação de DHEA pelo organismo.

Benefícios de Relacionamento

Ter relações sexuais muitas vezes pode beneficiar você e seu parceiro individualmente, mas também pode ajudar seu relacionamento de várias maneiras.

Ter relações sexuais regulares em um relacionamento monogâmico pode aumentar seu nível de comprometimento e ajudá-lo a se conectar emocionalmente.

Os casais são mais propensos a permanecer juntos quando podem expressar seu amor dessa maneira, e a taxa de divórcio é significativamente maior para os casais que não o fazem.

Os benefícios relacionais do sexo são auxiliados pelas substâncias químicas que nosso corpo produz: a liberação de ocitocina, além de ser calmante, pode contribuir para a união e maior intimidade emocional.

Desafios

Somos ligados desde o nascimento para desejar a intimidade do sexo, e a falta de sexo é uma das coisas que pode levar as pessoas em um relacionamento a se distanciarem e, talvez, procurarem em outro lugar.

É importante notar, no entanto, que uma vida sexual ativa às vezes é difícil ou impossível devido a condições físicas ou psicológicas. Os casais podem manter uma relação forte e saudável, apesar disso, e olhar para formas não-sexuais de melhorar a intimidade é inestimável mesmo para aqueles que não podem fazer sexo regularmente.

 

Tipos de telas de celular

Oi Gente! Hoje eu tô aqui pra falar dos diferentes tipos de tela que vem no celular. Com tanto nome diferente por aí é legal saber o benefício de cada uma, né?

A mais comum é a LCD. Elas são bastante usadas nos celulares e tem uma boa definição, mas tem um problema: elas não são tão econômicas, já que a sua camada de backlight, que faz a iluminação do display, fica acesa sem parar.

Assim, ela gasta a bateria do seu telefone mais rapidamente. Outro tipo de tela que você encontra nos
smartphones é a IPS.

Ela é uma variação do LCD e a grande diferença entre elas é que nas telas de IPS as moléculas de cristal líquido se agrupam mais pra perto da superfície do display, enquanto na LCD elas ficam desorganizadas.

E o que significa isso? É Que as telas IPS garantem um melhor ângulo de visão, cores mais reais e uma qualidade melhor de imagem. Mas o gasto de bateria é o mesmo.

Já as telas OLED emitem sua própria luz. Elas não precisam de uma backlight, já que tem diodos emissores, no lugar dos cristais líquidos.

E, por isso mesmo, os celulares com esse tipo de tela, consomem menos bateria e tem design bem fino e elegante. E, claro, a qualidade da imagem é incrível!

Agora, a tela de AMOLED é a cara de quem quer investir em um aparelho pra rodar games e assistir a vídeos.

Essa tecnologia é baseada no OLED, mas tem uma diferença, ela é formada por quatro camadas, que juntas, trabalham para que os pixels sejam ativados e desativados três vezes mais rápido que em outras telas.

O resultado? A tela fica mais sensível ao toque e as imagens que ela gera são mais limpas e fluidas. De verdade, os conteúdos dão um show a parte.

Já a tela ‘Super AMOLED’ é a evolução da tecnologia AMOLED, só que dispensa a camada de vidro que vem nos outros displays e ela ainda tem uma camada sensível ao toque.

O bom disso é que assim, os celulares ficam mais leves, gastam menos bateria e exibem imagens mais fluidas e com mais nitidez. Legal, né?

E vocês já sabem! Sempre que quiserem ver mais artigos meus sobre smartphones, é só buscar por ‘smartphone’ aqui no blog.

Segunda Via Vivo

Quer saber como fazer para tirar o seu boleto vivo sem ter que fazer nenhuma ligação e nem sair de casa. Ou seja, você pode consultar, imprimir e pagar sua fatura vivo sem sair de casa.

A vantagem é que você consegue manter sua linha ativada e sem pagar nada de juros. Você quer saber como emitir a sua fatura vivo? Acesse o link e confira como fazer para retirar sua segunda via de conta vivo.

Você tem alguma outra conta de celular ou conta de casa e não sabe como tirar segunda via?

Vale a pena conferir as formas de tirar segunda via pelo celular ou pelo computador. Isso fará você economizar tempo e paciência.

Como posso calcular o consumo de um eletrodoméstico?

Cada aparelho ou dispositivo eletrônico que você usa é refletido em sua conta de energia mensal. Mas alguns desses dispositivos estão custando mais do que outros.

Você sabe quais? Abaixo, nós lhe diremos como determinar e controlar os porcos energéticos em sua casa; basta seguir estes quatro passos fáceis:

1. Calcule os watts que cada dispositivo usa por dia.
2. Converta watts em kilowatts. (1 watt = 0,001 kilowatts)
3. Determine os kilowatts que um appliance usa por mês.
4. Descobrir o custo. (Alguma multiplicação requerida)
5. Coelba fatura atrasada

Por que passar pelo esforço? Porque, ao descobrir os maiores consumidores de energia em sua casa, você pode ajustar seu uso – e diminuir sua conta – desconectando ou simplesmente usando menos esses dispositivos.

Lembre-se: Mesmo pequenos ajustes podem ajudar a reduzir suas despesas com energia. Calcular o custo de energia de um dispositivo específico é bastante simples.

Você só precisa de dois números para começar: a potência do dispositivo e o número de horas que você usa por dia (isso pode ser uma estimativa ou você pode manter um registro).

Como posso encontrar a potência de um dispositivo?

A maioria dos dispositivos tem um rótulo listando quantos watts eles usam. Você pode encontrar este rótulo de potência no dispositivo (geralmente na parte inferior ou traseira) ou no manual do proprietário.

Se você não encontrar o rótulo de potência, existem outras opções para determinar a quantidade de energia que o dispositivo usa.

1. Adquira um dispositivo de medição de potência, como o Kill A Watt®, que exibe a potência de um dispositivo quando você o conecta.

2. Entre em contato com o fabricante com o número do modelo do seu dispositivo.

Também fornecemos uma lista que mostra a potência comum dos dispositivos domésticos comuns.

Embora a potência do seu dispositivo em particular possa variar, ele deve fornecer uma estimativa aproximada.

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental, aqui estão os níveis típicos de potência dos dispositivos do dia-a-dia:

Como calcular o custo de energia de um dispositivo em quatro etapas fáceis

Calcular Watts por dia

Nesta etapa, basta multiplicar a potência do seu dispositivo pelo número de horas que você usa em um dia. Isso lhe dará o número de watts-horas consumidos por dia.

Por exemplo, digamos que você use uma televisão de 125 watts por três horas por dia. Multiplicando os watts (125) pelas horas usadas (3), descobrimos que a televisão consome 375 watts-hora por dia.

Converter Watt-Horas em Kilowatts

A eletricidade é medida em quilowatts-hora em sua conta, não em watt-hora.

Um quilowatt equivale a 1.000 watts, portanto, para calcular quantos kWh um dispositivo utiliza, divida os watt-hora da etapa anterior por 1.000.

Usando nosso exemplo anterior, isso significa que você dividiria 375 watts-hora por 1.000, resultando em 0,375 kWh.

Encontre seu uso ao longo de um mês

Agora que você sabe o kWh usado por dia, multiplique por 30 para encontrar seu uso aproximado para o mês. Portanto, se seu uso diário for 0,375 kWh, seu uso mensal será de 11,25 kWh.

Descobrir o custo

Para a etapa final, consulte sua última conta de energia elétrica para ver quanto você paga por kWh, ou seja, sua taxa elétrica.

Digamos que, de acordo com sua fatura, sua tarifa elétrica seja de 10 centavos por kWh. Multiplique sua taxa elétrica (0,10) pelo seu uso mensal (11,25) para descobrir quanto sua TV está custando em um mês (US $ 1,13).

É hora de cancelar a TV a cabo?

Todos nós estamos passando ou já passamos por fases difíceis financeiramente. Ou seja, temos que cortar gastos, seja com a conta de celular, com um passeio a mais durante o fim de semana e com a TV a cabo.

Está cada vez mais caro manter serviços como o da NET TV, por exemplo. Uma pessoa desembolsa pelo menos R$200,00 se quiser ter um pacote razoável de TV, Telefone e Internet.

Se você tiver apenas internet terá que desembolsar em média R$120,00 para navegar com uma velocidade de 35 megabits.

Você pode até consultar quanto está desembolsando no seu pacote de TV acessando a Minha Net 2 Via, ou seja, você conseguirá ter acesso a todos os detalhes da sua fatura e pacotes contratados.

Está na hora de cancelar sua TV a Cabo?

Como dito acima, temos a necessidade de reduzir custos. Com os serviços prestados pela Netflix e mais alguns sites de streaming talvez não valha a pena manter sua TV a cabo em casa.

Se pararmos para analisar os números entre 2016 e 2017 aconteceu um aumento de 3% nos cancelamentos de TV a cabo. Ou seja, a NET TV perdeu cerca de 365.000 assinantes.

Em janeiro de 2019 quase 105 mil pessoas cancelaram seus serviços de TV a Cabo, afirma a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Um dos motivos que faz com que as pessoas ainda fiquem presas à TV a cabo são os combos oferecidos por elas. Ou seja, muitas vezes o valor caí e a pessoas não quer se desapegar do número de telefone e nem pagar mais pela internet.

Porém a concorrência entre as empresas que oferecem banda larga está aumentando, o que pode causar muitos prejuízos para empresas que trabalham como a NET.

Você sabe quanto você está pagando de Internet junto a NET? Você pode verificar isso pedindo a sua NET Virtua 2ª via e consultar. Também dá para pedir um bom desconto para eles, basta dizer que quer cancelar o serviço.

Opções para não usar TV a Cabo

Muita gente não sabe, mas existem diversas opções para quem deseja utilizar outras opções que não seja a TV a Cabo. Confira abaixo 2 opções:

Amazon Prime Video

A Amazon Prime Video oferece aos clientes opções de conteúdo único e original. Além disso você tem acesso a filmes e programas de TV.

O ruim é que o conteúdo é todo na língua inglesa, porém você consegue assistir algum deles com legendas.

Você precisa ter um cartão internacional para ter acesso ao serviço. Ele é gratuito na primeira semana e após isso passa a custar 2,99 dólares mensais durante 6 meses.

HBO GO

Outra nova opção é o HBO Go. Com o aplicativo você pode acompanhar diversos episódios inéditos das séries que são transmitidas na HBO. Ou seja Game of Thrones e várias outras premiadas.

O valor da HBO GO custa R$34,90 por mês e só está disponível no Espírito Santo, no Distrito Federal, na Bahia e em Mato Grosso do Sul.

E você usa qual desses serviços? Ainda paga para ter acesso a sua TV a Cabo? Você realmente consome tudo o que paga para ter? Não vale a pena rever seu contrato?

O mundo está ficando sem água fresca?

A próxima vez que você abrir uma lata de refrigerante, considere de onde veio a água lá dentro. O H20 em uma lata indiana de Coca-Cola inclui água da chuva tratada, enquanto o conteúdo nas Maldivas pode ter sido uma vez a água do mar.

A água precisa vir de fontes tão diferentes por uma razão – é porque existe uma crise global de água doce.

Dado que 70% da superfície da Terra é água, e esse volume permanece constante (a 1.386.000.000 de quilômetros cúbicos), como é possível uma escassez de água?

Bem, 97,5% é água do mar imprópria para consumo humano. E as populações e temperaturas estão sempre aumentando, o que significa que a água doce que temos está sob forte pressão.

A demanda global de água está projetada para aumentar em 55% entre 2000 e 2050.

Grande parte da demanda é impulsionada pela agricultura, que responde por 70% do uso mundial de água doce, e a produção de alimentos precisará crescer 69% até 2035 para alimentar a crescente demanda. população.

A retirada de água para energia, usada para usinas de resfriamento, também deve aumentar em mais de 20%. Em outras palavras, o futuro próximo apresenta um grande dreno de água doce após o próximo.

O que mais? Neste momento, de acordo com um estudo conduzido pela Nasa, muitas das fontes de água doce do mundo estão sendo drenadas mais rapidamente do que estão sendo reabastecidas.

Dos maiores aqüíferos do mundo (reservatórios subterrâneos de cascalho e areia), 21 de 37 estão recuando, da Índia e China para os Estados Unidos e França.

A bacia do Ganges, na Índia, está esgotando, devido às demandas de população e irrigação, estimados em 6,31 centímetros por ano. Jay Famiglietti, cientista sênior de água da Nasa, alertou que “o lençol freático está caindo em todo o mundo. Não há um suprimento infinito de água.

Você controla seu consumo de água?

Sempre pergunto para as pessoas que convivo se elas conseguem me dizer quanto gastaram de água nos últimos seis meses em média. Sabe quantas conseguem me responder isso? Nenhuma!

Existe uma importância enorme em controlar seu consumo de água mensal, seja pelo meio ambiente ou pelo seu bolso. Sabe quanto veio sua conta de água?

Uma das formas de controlar e reduzir o consumo de água por você e na sua casa é emitindo a 2 via sabesp pelo site da cia. Dessa forma você consegue ver o quanto está desperdiçando de água mensalmente.

Consumo de água em outros países

Enquanto isso, a Cidade do México, construída em antigos leitos de lagos, está afundando em algumas áreas a uma taxa de nove polegadas por ano.

Como a cidade se baseia no aqüífero abaixo, o efeito é como beber um milkshake através de um canudo. Uma vez que as ruas horizontais agora ondulam como faixas de BMX.

A cidade importa 40% de sua água, e Ramón Aguirre Díaz, diretor do Sistema de Água da Cidade do México, culpou “chuvas mais intensas e intensas, o que significa mais inundações, mas também mais e mais secas”.

Muito do mesmo está acontecendo na Califórnia. De 2011 a 2016, o estado sofreu sua pior seca em 1.200 anos. Seus principais aquíferos recuaram a uma taxa combinada de 16 milhões de acres por ano, e cerca de 1.900 poços secaram.

Então, nos primeiros três meses de 2017, a chuva caiu 228% mais do que seu nível normal, graças à mudança climática, dizem os cientistas.

O lago Oroville, na parte norte do estado, oscilou entre 41% da capacidade e 101% em apenas dois meses, fazendo com que as represas fossem sobrecarregadas e que 188.000 residentes locais fossem evacuados.