Como saber o instrumento certo para mim

curso de cavaquinho alemao charlesFala, galerinha, tudo certo? Esta postagem de hoje é pra você que está pensando em fazer uma aula de música, mas ainda não sabe por qual instrumento começar. Eu tenho uma dica que vai te ajudar muito nisso!

Deixa eu te explicar uma coisa, isso é uma parte um pouco teórica da música, mas não tem nada de difícil, olha só: a música trabalha em cima de 3 fatores – A HARMONIA, A MELODIA E O RITMO – não necessariamente nesta ordem, porque nenhum deles é mais importante do que o outro, e também não quer dizer que o outro venha primeiro, e o outro venha depois.

O importante é que a gente tenha estas 3 coisas na música. Se você não sabe o que é cada uma delas, eu vou te explicar agora! A melodia é como se fosse a linha principal da música, geralmente é a parte que o cantor faz, ou então em algum solo de um  instrumento, ele está executando a melodia. A harmonia é o que encorpa isso, seria o papel da banda. E o ritmo é responsável por dividir a música em fatias compreensíveis.

Se faltar qualquer uma dessas coisas, pode ter certeza que a música vai ficar estranha… E se você escuta uma música e acha ela estranha, pode procurar, que está faltando alguma coisa. Pois bem! E agora, como é que eu vou saber pra qual destas partes da música eu levo jeito? SIMPLES!

Como escolher um instrumento para aprender

Sabe aquela música que te chama a atenção, aquela que te chama mesmo! Que parece que chama pelo nome! E toca na rádio, você para de fazer qualquer coisa para escutar aquela música… Como é que você está reagindo corporalmente? Como o seu corpo reage àquela música em questão? Você dança, se balança, chacoalha, pula, bate o pezinho, bate na mesa? Você está sendo chamado pelo ritmo! Se é a parte da banda que te interessa mais, a parte da harmonia está sendo mais interessante.

Mas se você não abre mão de imitar o cantor, ou o solo do instrumento, o que te chama mais a atenção é a melodia. Sabendo disso, fica muito mais fácil de procurar um instrumento dentro dessas fases, para trabalhar. Por exemplo, se você gosta mais da harmonia,
você pode tocar violão, teclado, guitarra, instrumentos que façam a harmonia de uma banda. Se o que te interessa é o ritmo, provavelmente os percussivos vão te chamar mais a atenção. Mas se a sua “praia” é melodia, talvez você queira cantar, ou então tocar instrumentos de solo, como os instrumentos de sopro, a guitarra, o violino, o violão…E lembrando que tem alguns instrumentos que são versáteis, ou seja, eles trabalham muito bem nas três partes da música, mas isto vai depender do que você quer fazer com o instrumento.

Este teste eu tenho usado em avaliações, tenho usado com alunos, e tem dado muito certo, então você pode aplicar aí em casa mesmo, porque ele é muito fácil de fazer. Só tem um detalhe: não faça este teste querendo direcionar para alguma coisa, seja sincero, se não, não vai valer. E também não vale fazer o teste com a mãe, com a vó, porque elas vão achar tudo lindo, e também não vai funcionar.

Peça para alguém te avaliar, se alguém já prestou atenção em como você reage àquela música, e se você já sabe, está decidido! Vai nessa, que vai dar certo! Existe a possibilidade de este teste não chegar a algum resultado claro, então é o caso de você procurar um professor para marcar uma avaliação, pra ele tentar te ajudar a saber qual é a parte da música que mais te interessa, e aí direcionar o
instrumento em que você vai se dar melhor. Eu espero realmente que este teste te ajude, que você possa descobrir qual é o seu talento, onde você vai fazer mais bem-feito.

Se você tiver alguma dúvida a respeito da música, de algum instrumento, qualquer coisa ligada à teoria, pode deixar nos comentários.