Tipos de benefícios do Bolsa Família

consulta bolsa familia

O Bolsa Família está à disposição dos brasileiros que têm até R$ 178,00 per capita como renda.

O Ministério do Desenvolvimento Social recebe os pedidos de benefício e, por meio de documentos, faz a liberação ou não dessa assistência, que é paga na Caixa Econômica Federal e seus estabelecimentos credenciados.

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) é o intermediário entre a família que precisa do benefício e o governo federal e existem várias faixas de valores. Para saber a faixa de valor correta, é necessário fazer a consulta bolsa familia.

Estes constituem os tipos básico e variável e são estipulados de acordo com quem mora com o solicitante.

Conheça as diferenças entre os benefícios do Bolsa Família

Sendo assim, os benefícios do Bolsa Família se dividem em Básico e Variável, sendo ambos explicados com detalhes abaixo.

Como funciona o benefício básico

Esse é o benefício-primeiro, ou seja, quem tem a autorização do governo federal para receber o Bolsa Família, recebe o benefício básico. O valor dele é de R$ 89,00 e não é possível receber mais de duas assistências dessa natureza.

Como funciona o benefício variável

O benefício variável precisa ser pedido pelo cidadão em cuja família há, comprovadamente:

  • Gestantes – benefício variável é pago por até 9 meses;
  • Crianças entre 0 e 15 anos – até 5 crianças;
  • Jovens com 16 ou 17 anos – até 2 jovens;
  • Mulheres que amamentam – benefício variável é pago por até 6 meses;
  • Superação da Extrema Pobreza.

Os benefícios para gestantes, crianças e lactantes são de R$ 41,00 por pessoa e as famílias que têm jovens na faixa etária mencionada recebem R$ 48,00 por cada um.

Se uma família for composta pelos pais, um jovem e quatro crianças, por exemplo, receberá R$ 301,00.

Deve-se ressaltar que o pagamento do benefício variável não é automático: as pessoas que têm direito a ele precisam fazer a solicitação no CRAS; caso contrário, a família ficará com o benefício básico, mesmo que tenha lactantes, crianças, etc.

Como pedir o Bolsa Família

 

Os brasileiros que precisam do Bolsa Família têm de recorrer ao CRAS do seu município, levando os documentos abaixo:

  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de identidade;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • Comprovante de renda (precisa ser de todos os residentes da casa).

Quem quiser pedir os benefícios variáveis terá de levar documentos adicionais:

  • Exame de gravidez recentes
  • Comprovante de escolaridade.

O prazo do Ministério do Desenvolvimento Social para a aprovação do Bolsa Família é de três meses e a devolutiva costuma ser dada ao CRAS. Caso não exista um posto no município, o procedimento é feito pela Prefeitura.

Vantagens do Bolsa Família

Quem recebe qualquer tipo de benefício do Bolsa Família faz parte do Cadastro Único (CadÚnico).

Por isso, tem direito a gratuidades em muitas ocasiões, como quando o sinal analógico de TV começou a ser desligado: essas pessoas receberam de graça o kit com antena e conversor.

Os beneficiários em questão também não pagam taxa para participar de vestibulares ou de concursos públicos no país inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *